21.11.09

Dizer: Eu te amo


Eu sempre procuro sorrir, e mostrar que estou feliz, mesmo que essa felicidade seja falsa. Talvez isso seja uma autodefesa, não gosto de demonstrar o quanto sou fraco, não gosto que as pessoas me vejam e sintam com pena. Mas para você eu posso contar todos os meus medos, a maior deles é não poder mais te chamar de minha, não poder mais tocar teu corpo e acalmar meus lábios nos seus. Uma voz pessimista diz na minha cabeça que esse dia um dia chegará, eu quero desesperadamente afastá-la, não quero pensar sobre isso, pois essa será o dia em que mais irei sofrer, o dia mais frio e escuro de todos os tempos, depois dele não existirá azul no céu, ele será cinza, as flores não terão mais cheiro nem cor, o sol não brilhará, os recém-nascidos não sorrirão, nem eu. Nunca orei muito a Deus, mas ultimamente eu peço a ele que você possa estar sempre ao meu lado, segurando a minha mão. Quero para sempre poder ouvir sua gargalhada, ver o brilho nos seus olhos e sentir aquilo que só você me faz sentir. E o mais importante, dizer: Eu te amo

5 Comentários:

Gabi ~ disse...

não acredito que você voltou *-* que coisa maravilhosa. Pedro, não some mais, por favor. eu senti muito a sula falta. sem demagogia, JURO. tentei entrar no seu blog, e apareceu a mensagem de que p endereço era inexistente. muito feliz com a sua volta. no meu blog sempre vai ter um espaço reservado p. você :)

adorei o post, como sempre.

beijos

Jéh disse...

Que texto lindo :O
Adorei, de verdade. Fiquei sumida por um tempo, então tô tirando o atraso :)

Velho Curinga disse...

que lindo! quem dera eu tivesse alguem pra isso.

obs: comece a ler do primeiro post.

Luh* disse...

Eu tenho isso tb, mesmo triste tem me mostrar feliz ( as vezes é complicado), ah te amo é algo muito forte!
beijos

Gabi ~ disse...

voooooooooooooolta, pedro :/