1.3.10

Orgulho de ser um estranho

Verificar ortografiaCom o passar do tempo mais sinto que não faço parte dessa sociedade, que sou um deslocado, estranho que não tem rios de pessoas ao meu redor. Alguma pessoas podem pensar que isso é ruim, mas eu tenho orgulho de ser assim, de ter meus valores, de ouvir minha musicas estranhas e gostar de ler. Tenho orgulho de não fazer parte da maioria. Se eu fosse igual a maioria, eu sentira nojo de mim mesmo. Vejo pessoas debochando de uma pessoa só por ela não ser igual e sinto nojo, mas sinto mais nojo ainda quando a pessoa que não é igual tenta desesperadamente fazer parte daquele grupo social, olho com desprezo e pena para essas, desprezo porque mais cedo ou mais tarde vai fazer parte daquele mesmo grupo social de idiotas que debocha dela, pena pela a energia que ela gasta para finalmente se tornar uma idiota oficial.
Algumas pessoas podem olhar para mim com eu sendo um louco, por ter dinheiro suficiente para comprar roupas da moda, ténis de salto alto (aqueles com milhões de molas), PESSOAS e mesmo assim continuar com as minhas roupas, meu all star, meus poucos e verdadeiros, meus livros de assuntos estranhos e minhas musicas de rock alternativo. Alguns podem não compreender por que eu sou assim, para falar a verdade nem eu mesmo entendo porque sou assim, mas tenho orgulho do que sou hoje.
Três vivas para as pessoas estranhas que tanto amo! |o| HAHAHAHA

2 Comentários:

*camila* disse...

"continuar com as minhas roupas, meu all star, meus poucos e verdadeiros, meus livros de assuntos estranhos e minhas musicas de rock alternativo. Alguns podem não compreender por que eu sou assim, para falar a verdade nem eu mesmo entendo porque sou assim, mas tenho orgulho do que sou hoje."
Eu gostei dessa parte, é bem assim que me sinto. Confesso que é estranho quando todo mundo olha pra mim por causa do meu cabelo, que nem é estranho, mas enfim, eu me sinto bem assim, e é bom saber que outras pessoas tbm estão satisfeitas de serem quem são.
Ótimo texto.
Abraços

Disturbed Angel disse...

Sabe, também sinto que sou diferente das pessoas com quem convivo... Tanto pelo modo de me vestir, pelas músicas que ouço e etc., quanto pelo modo de pensar e agir acerca das coisas...
E como você disse em seu texto, eu também sinto orgulho de ser assim, diferente. Porque sou do jeito que gosto, sou do jeito que me permito ser...
Lendo o começo do seu texto lembrei do filósofo Heráclito, ao que apelidaram de "Obscuro" por ter se deslocado da sociedade em que vivia, bem, acho que deve conhecê-lo. Mas enfim, ele foi um homem muito inteligente, e por ser diferente todos o viam como o ESTRANHO. Por isso e outros tantos motivos que concordo contigo... Ser diferente é ser verdadeiro.

Um abraço,
Laura.